Digite o assunto que deseja pesquisar

Educação Integral para o Ensino Médio (RJ)

A iniciativa

Sonhar, perseguir seus sonhos, mudar a realidade. Todo jovem tem o poder de fazer tudo isso, só precisa de oportunidades para desenvolver seus potenciais. A Proposta de Educação Integral para o Ensino Médio no Rio de Janeiro mostra que é possível dar a todos os jovens brasileiros as condições para desenvolver as competências cognitivas e socioemocionais necessárias para viver no século 21, realizar seus projetos de vida e construir um mundo melhor.

Como funciona

Desenvolvida em parceria com a Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro, com o apoio da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) e da P&G, a proposta contempla a construção de um modelo curricular inovador, além de modelos de gestão, formação, acompanhamento e avaliação para educação integral. Validados nas escolas das redes, esses modelos são construídos em coautoria com educadores e jovens.    

Resultados

Iniciada em 2013 com uma escola piloto, a proposta está presente atualmente em mais de 35 escolas da rede estadual do Rio de Janeiro. No Colégio Estadual Chico Anísio, primeira escola a pilotar a proposta, o salto de aprendizagem dos alunos foi 10 vezes superior àquele dado pelo aluno médio brasileiro em uma década. Se todas as escolas do Brasil tivessem o mesmo resultado, saltaríamos mais de 30 posições no PISA (Avaliação Internacional de Estudantes).

Proposta de Educação Integral para o Ensino Médio

Rio de Janeiro

A Proposta de Educação Integral para o Ensino Médio no Rio de Janeiro foi desenhada em uma parceria entre a Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro, a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) e a P&G, a partir da proposta de Educação Integral para o Ensino Médio, do Instituto Ayrton Senna. O trabalho teve início em 2013 e, atualmente, está presente em 35 escolas da rede, levando uma proposta curricular inovadora que prepara os jovens para enfrentar os desafios da vida, dentro e fora da escola.

O Colégio Estadual Chico Anysio (CECA) foi a primeira escola a receber a proposta de Ensino Médio em tempo integral do Instituto Ayrton Senna, em 2013. Tendo como premissa a educação integral e o desenvolvimento de competências para o século 21, a proposta oferece oportunidades para os estudantes se desenvolverem com autonomia.

Conheça mais sobre a proposta

A proposta de Educação Integral para o Ensino Médio no Rio de Janeiro oferece oportunidades para os estudantes se desenvolverem com autonomia e tem como premissa uma matriz de competências e um conceito de educação integral que prevê, mas não se restringe à ampliação do tempo de aula.

Para receber a proposta de Educação Integral para o Ensino Médio, a rede de ensino e as escolas que aderiram ao modelo pedagógico participaram ativamente de uma transformação no currículo e ambiente escolar. A proposta pedagógica recebeu novos componentes de aprendizagem e as escolas passaram a trabalhar com práticas que potencializam o papel do professor como mediador do conhecimento. No âmbito da rede de ensino, foram construídos novos modelos de gestão, formação, acompanhamento e avaliação.

Do ponto de vista da reestruturação curricular, a proposta de Educa­ção Integral em tempo integral traz uma importante inovação para escolas de Ensino Médio. Os componentes curriculares são organizados em Áreas de Conhecimento e Núcleo Articulador:

  • Áreas de conhecimento (Linguagens, Matemática, Ciências Humanas e Ciências da Natureza): como preveem os documentos orientadores do currículo, os componentes curriculares se integram de diferentes modos, favorecendo aprendizagens significativas.
  • Núcleo Articulador (Projeto de Vida, projeto de Pesquisa, Projeto de Intervenção e Estudos Orientados): é voltado ao desenvolvimento de projetos pelos alunos, sempre orientados por professores, e agrega componentes curriculares inovadores.
educacao-integral

Parte das atividades são realizadas em projetos nos quais os estudantes colocam em prática o que aprenderam sobre as disciplinas e também conhecimentos sobre como trabalhar com seus pares, superar desafios, solucionar problemas práticos e ampliar as possibilidades para além da sala de aula.

O desenvolvimento de competências como responsabilidade, abertura para o novo, criatividade, pensamento crítico, entre outras, são o foco do processo de ensino-aprendizagem.

Formação de formadores

 A atuação do Instituto Ayrton no Rio de Janeiro também se dá no âmbito da formação de formadores. A iniciativa busca o crescimento profissional dos educadores da rede de ensino, permitindo que possam atuar como agentes de multiplicação da proposta, disseminando o conceito de educação integral, os princípios e metodologias para outras escolas.

A proposta, que conta com o apoio da Citi Foundation, seleciona professores da rede de ensino de diferentes disciplinas com o objetivo de atualizar seus conhecimentos teóricos e práticos, com metodologia desenvolvida pelo Instituto Ayrton Senna. Ao final do processo de formação, os profissionais da rede estarão habilitados a oferecer novas formações a outros professores.

 

Resultados

O Instituto Ayrton Senna e as Secretarias de Educação parceiras vêm validando a proposta de forma bem-sucedida. No Rio de Janeiro, o Colégio Estadual Chico Anysio (Ceca) foi o primeiro a receber a proposta e funciona como o principal piloto para as inovações da proposta. Na escola, a desenvolvimento das disciplinas se dá de forma integrada (organizadas em áreas de conhecimento) e o núcleo articulador é aplicado em sua versão mais completa.

Os conhecimentos gerados pela experiência no Ceca servem de base para a expansão da iniciativa na rede de ensino estadual fluminense e também inspiram a implementação da proposta em outros Estados. A escola mostrou um desempenho médio 50% melhor nas diversas disciplinas da matriz curricular do ensino médio, comparado às escolas avaliadas pelo Sistema de Avaliação Bimestral do Processo de Ensino e Aprendizagem (SAERJINHO), evidenciando que o desenvolvimento de um trabalho conjunto que engloba formação, acompanhamento de gestores e professores e o trabalho com as habilidades socioemocionais, dentre outros aspectos, contribuem diretamente para a melhora a performance cognitiva.

 

grafico2

 

Pelos altos níveis de aprendizagem, o Ceca se destacou entre as melhores escolas públicas no ENEM 2015, sendo o primeiro colocado entre as escolas de mesmo nível socioeconômico em todo o estado do Rio de Janeiro. Atualmente, além do CECA, profissionais de outras unidades de ensino e também da secretaria estadual passam por formações sobre os principais aspectos da proposta e compartilharam práticas de educação integral no ensino médio.

 

Destaques

4X mais alunos com aprendizado adequado em português

10 x mais alunos com aprendizado adequado em matemática

Pontuação até 23% em Língua Portuguesa acima da média da rede de ensino

Pontuação até 30% em Matemática acima da média da rede de ensino

Documentos

Mostrar mais informações
Comentar
Mensagem
Comentários