Notícias

Foto: Pedro Barbosa/ Governo do Tocantins
Instituto Ayrton Senna fecha nova parceria com a rede de ensino do Tocantins

Foto: Pedro Barbosa/ Governo do Tocantins

05 de abril de 2017

O Instituto Ayrton Senna anunciou na última semana uma nova parceria com a rede pública estadual do Tocantins focada na gestão da aprendizagem e na promoção da educação integral de alunos das séries iniciais do ensino fundamental. O objetivo é trabalhar competências relacionadas à leitura e à escrita ao mesmo tempo em que ajuda a desenvolver nos estudantes as habilidades necessárias para o século 21, como colaboração, criatividade e raciocínio lógico, entre outras. Como resultado, a iniciativa também espera reduzir os índices de atraso escolar e o número de estudantes matriculados do 1º ao 5º ano que ainda não estão alfabetizados.

Para que isso aconteça, o Instituto promoverá a formação de mais de 2 mil educadores, entre professores e gestores da secretaria de Educação, que deverão ser capacitados para atuar com os programas Se Liga, Acelera Brasil e Circuito Campeão, de forma a promover o desenvolvimento cognitivo e socioemocional dos estudantes. “Precisamos estar sempre formando e capacitando nossos profissionais. Se não atentarmos para o presente e o futuro dos nossos jovens, os resultados não serão bons”, destacou o governador do Tocantins Marcelo Miranda, durante a assinatura da parceria na sede do Instituto Ayrton Senna, em São Paulo.

O acompanhamento pedagógico e de gestão também tem como objetivo contribuir para que o Tocantins atinja importantes metas do Plano Nacional de Educação (PNE), tais como: universalizar a Educação Infantil na pré-escola para as crianças de 4 a 5 anos; garantir que pelo menos 95% dos alunos concluam a primeira fase do Ensino Fundamental na idade recomendada; garantir a plena alfabetização das crianças até o final do 3º ano do ensino fundamental e fomentar a qualidade da educação básica, com a melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem, através da redução da distorção idade-série para 5%.

Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna, afirmou que a proposta poderá proporcionar às escolas a inovação necessária para desafios que persistem há mais de um século. “É preocupante ver que, em pleno século 21, ainda não conseguimos alfabetizar plenamente nossas crianças, algo que deveria ser básico. Este assunto é urgente, já que a alfabetização é a base para o desenvolvimento escolar e futuro dos estudantes”, declarou. “Além disso, precisamos criar oportunidades para que os alunos desenvolvam ainda na escola letramentos que vão além da alfabetização clássica, como o socioemocional, científico, digital e corporal, que são novas demandas do século 21 que já chegaram e que não podem esperar”.

De acordo com a secretária de Educação, Juventude e Esportes, Wanessa Sechim, mais de 42 mil crianças da rede pública serão beneficiadas, incluindo alunos de 55 redes municipais que passarão a contar com o apoio técnico e pedagógico para implementar os programas. As redes municipais foram escolhidas com base na nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e nos índices de alunos com atraso escolar. “Nós temos uma relação de municípios prioritários que necessitam de mais apoio pedagógico, mas outros municípios poderão fazer a adesão voluntária da proposta. Queremos oferecer alfabetização com qualidade para todos os tocantinenses, tanto da rede municipal quanto estadual”.

A nova parceria, que será colocada na prática já este ano, acontece em clima de retomada. Entre 2004 e 2009, a rede estadual alavancou seus índices educacionais trabalhando em parceria com a equipe de Educação do Instituto. “Os professores estão vendo com muita satisfação essa volta. Contentes por terem novamente assessoramento, formação, apoio pedagógico, avaliação e, sobretudo, monitoramento da aprendizagem. Com isso, vamos dar todas as condições para que a alfabetização aconteça na sala de aula com sucesso”, afirmou a secretária de Educação.

“Esses programas visam a melhoria do processo de ensino e aprendizagem das séries iniciais. Nós temos hoje 12 mil alunos nessa etapa na rede estadual e também temos os alunos da rede municipal, que serão nossos no futuro. Sabemos dos desafios do ensino médio e sabemos que muitos dos problemas podem ser evitados na base da formação, com a alfabetização. Nossos alunos precisam saber ler, escrever e contar na idade certa. Nós queremos fazer um trabalho de prevenção para fechar a torneira da distorção idade-série e garantir uma aprendizagem na idade certa para eles prosseguirem os estudos com sucesso”, conclui Wanessa.

 

Saiba mais sobre as soluções educacionais do Instituto Ayrton Senna:

 

Se Liga: é uma solução que alfabetiza crianças do Ensino Fundamental que ainda não aprenderam a ler e escrever. Os alunos são agrupados em classes específicas e, ao serem alfabetizados, podem retornar às turmas regulares ou frequentar o “Acelera Brasil”.

Acelera Brasil: também é voltado a alunos do Ensino Fundamental a fim de solucionar os baixos níveis de aprendizagem de crianças nessa faixa escolar. Os alunos são agrupados em classes específicas e podem recuperar até dois anos perdidos, para assim voltarem às turmas regulares.

Circuito Campeão: é um programa que acompanha a gestão do ensino regular e a formação de coordenadores pedagógicos, com o objetivo de monitorar indicadores do ciclo da alfabetização.

Tags: Parceria,

Ver todas as notícias

Cadastre-se e receba notícias e novidades do Instituto Ayrton Senna