Notícias

Novidades em educação são apresentadas em evento internacional
Novidades em educação são apresentadas em evento internacional

22 de março de 2017

As principais tendências e propostas para melhorar a educação em diversas partes do mundo foram apresentadas durante cinco dias do evento South by Southwest Edu Conference (SXSWEdu) em Austin, Texas (EUA). Educadores brasileiros acompanharam os debates para conhecer novas práticas com potencial de conexão com suas realidades, entre eles Willmann Costa, diretor do Colégio Estadual Chico Anysio (CECA), que desenvolve uma proposta de educação integral construída em parceria entre o Instituto Ayrton Senna e a Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro.

O evento aconteceu entre os dias 5 e 9 de março, e contou com cerca de 4 mil participantes e uma ampla programação sobre diversos temas relacionados à educação, como mudanças na sala de aula, no papel dos professores e o ensino mais conectado à vida dos estudantes e ao século 21. Willmann, que participa da implantação da proposta de educação integral no ensino médio, acompanhou o evento a convite da Fundação Lemann junto a outros dez educadores que foram escolhidos pela qualidade de seu trabalho em diversas cidades do Brasil. O diretor integra a Rede Conectando Saberes, que é apoiada pela Fundação Lemann e reúne professores comprometidos com a educação pública e com a garantia da aprendizagem de todos os alunos.

“Por conhecer nosso trabalho no CECA, a Fundação me convidou para acompanhar o evento, eu senti que foi um grande reconhecimento com o que desenvolvemos lá e fiquei muito feliz! Estar em um dos maiores encontros de educação do mundo foi uma oportunidade incrível de acompanhar os principais debates e conhecer práticas muito inspiradoras”, afirmou Willmann. Além de registrar suas aprendizagens, o diretor compartilhou com a equipe do colégio as ideias que ouviu e quer transformar a experiência em contribuições para a escola.

Segundo ele, diversas apresentações discutiram a necessidade de realizar mudanças nas escolas, para que sejam mais alinhadas à realidade dos estudantes e do que eles esperam da educação. “Muitos palestrantes lembraram que não adianta só oferecer conteúdos, é preciso apoiar o aluno para receber o conhecimento, engajar o aluno à escola e desenvolver todo o seu potencial. Isso é muito alinhado com o que estamos colocando em prática no CECA, e percebi inclusive que nós temos mais exemplos de como estruturar essa visão de educação, uma definição mais clara de como fazer acontecer”, afirmou Willmann.

Outras apresentações acompanhadas pelo diretor destacaram a importância de construir uma relação de diálogo entre professores e alunos, ouvir o que o estudante tem a dizer e proporcionar o protagonismo do jovem, algo que também está inserido na proposta desenvolvida no CECA e em outras parcerias do Instituto Ayrton Senna com redes públicas de ensino. Desenvolver criatividade, construir novos usos da tecnologia, lidar com bullying e diversificar os formatos e usos da sala de aula também foram alguns temas debatidos.

“O público do evento podia participar bastante, questionar, dialogar, por isso todos aprendemos muito. Algumas perguntas ficam sem respostas, mas o contato com outros profissionais estimula a reflexão para ir adiante e sempre buscar melhorar nossas práticas em educação. Conversei com muitos diretores de escola, professores, gestores e fiquei impressionado sobre como estamos alinhados com as discussões mais modernas no mundo”, contou o diretor.

Uma das experiências que conheceu foi a de um diretor de Nova York que propôs aos professores ligarem para cinco pais por semana para falar de coisas positivas dos alunos, não para reclamar. Com essa atitude, os pais começaram a participar mais da vida escolar dos filhos. Iniciativas como essa podem parecer simples, mas representam algumas posturas inovadoras na escola, de acordo com o diretor.

Quando retornou ao Rio de Janeiro, Willmann se reuniu com a equipe do colégio para compartilhar o que ouviu e incentivar todos a refletir sobre o que podem fazer de diferente. “A equipe ficou muito feliz por saber que estamos tão próximos daquilo que se debate sobre educação no mundo, estão muito inspirados. O projeto que desenvolvemos no CECA já estimula essa busca por novas aprendizagens sempre, entre todos da escola, por ser transformador. A gente só muda a educação pública com esse novo olhar, com alunos e educadores que se reinventam e estão em constante busca por um aprendizado significativo.”

INSTITUTO NO EVENTO

O Instituto Ayrton Senna também enviou um representante ao evento para acompanhar as novas tendências em educação. Segundo Amaral Oliveira, que integra projetos de inovação e tecnologia no Instituto, participar do evento foi uma oportunidade de identificar ideias promissoras, que possam se conectar com a realidade de escolas brasileiras.

“No evento ficou claro que as escolas contemporâneas precisam considerar a tecnologia em seus projetos, com os cuidados necessários para que esse uso esteja alinhado com a proposta pedagógica; a pedagogia deve ser o motorista e a tecnologia, o acelerador”, afirmou. Segundo ele, o grande desafio é identificar quais as melhores formas de usar ferramentas como tablets, gamificação, realidade virtual e aumentada de forma a melhorar o aprendizado e promover o desenvolvimento de competências.

 

Ver todas as notícias

Cadastre-se e receba notícias e novidades do Instituto Ayrton Senna